A carregar...
Facebook

Pensar em voz alta

Ciclo de seminários

 

 

Cada pessoa desta cidade é apenas uma pessoa através de outras pessoas. Cada um de nós é formado pela nossa comunidade e no reconhecimento da singularidade e diferença do outro. Cada um de nós tem uma voz que necessita de ouvidos para ser escutado. No âmbito deste ciclo de conversas mensais, o Fórum Eugénio de Almeida desafia pessoas da nossa cidade a partilhar em voz alta uma paixão.

 

Participação gratuita sujeita a inscrição prévia

 

 

1 de março | 18h00

Ana Cristina Pais, Historiadora de Arte

 

Fronteiras da imagem

Do documento visual à obra de arte ou a obra de arte como documento. 

A imagem que se conserva, a imagem que gostaríamos de ter conservado, a imagem que não temos ou a imagem que construímos a partir de… A introdução da fotografia como documento visual foi/é central à história contemporânea e, rapidamente, fotógrafos, políticos e media compreenderam o valor e o peso deste "documento". Para além disto está a imagem - objeto artístico ou obra de arte - que o documento transporta e donde decorrerá outro tipo de comunicação pública e valoração. 


23 de março | 18h00

Luís Ferreira do Amaral, Sacerdote Jesuíta

 

Ensino superior em campos de refugiados 

Ao contrário do que por vezes se possa pensar, nem sempre os Campos de Refugiados são soluções temporárias: muitas pessoas chegam de facto a ter de permanecer ao longo de anos ou até décadas confinadas nesses locais. A educação das crianças e dos jovens torna-se por isso um problema bem real. Recorrendo à rede de Universidades Jesuítas, o Jesuit Refugee Service lançou recentemente um projeto de ensino superior à distância para refugiados. O projeto faz uso das possibilidades oferecidas hoje pelas novas tecnologias. Lançado inicialmente no Quénia, Malawi e Síria, o projeto estendeu-se mais tarde a vários outros Países.

 

20 abril | 18h00

Flávia Liberman,Terapeuta ocupacional


“O corpo como obra de arte”. A importância  das artes e  das ações na comunidade.

Neste seminário Flávia Liberman apresenta um projeto/experiência com mulheres de uma região vulnerável na cidade de Santos no estado de São Paulo - Brasil.

A partir deste trabalho conversa-se sobre o corpo e as suas possibilidades inventivas, lúdicas  e expressivas. Sobre a importância que apresenta a arte como caminho para o combate à solidão, como promotora de encontros entre pessoas. A arte como exercício da criatividade individual e um estímulo à vontade de viver.

 

 

INFORMAÇÕES E RESERVAS
Serviço Educativo
Tel. 266 748 300/350

Email: servicoeducativo@fea.pt